Menu Principal
Portal do Governo Brasileiro
Logotipo do IPEN - Retornar à página principal

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares

Ciência e Tecnologia a serviço da vida

Portal > Institucional > Notícias > Ipen na Mídia

Ipen na Mídia

     
  • Durante a Atomexpo projeto brasileiro ganha prêmio (O Petróleo)

  • Reminiscências: ser caloura na Faculdade de Filosofia da USP em 1959…(Jornal da USP)

    Lighia Brigitta Horodynski-Matsushigue é professora colaboradora sênior do Instituto de Física (IF-USP)

  • CINE reúne pesquisadores para debater transição energética (Agência FAPESP)

    Conferência internacional na Unicamp reúne mais de 100 pesquisadores vinculados ao Centro de Inovação em Novas Energias, que tem apoio da FAPESP e da Shell

  • Pós-doutorado e mestrado em sistemas eletroquímicos com bolsa da FAPESP - Agência FAPESP

    Vagas são para projeto do Centro de Inovação em Novas Energias voltado a buscar uma rota sustentável para a conversão de metano com tecnologias eletroquímicas avançadas

  • Escola de Ciência Avançada discute importância dos aerossóis atmosféricos

    Jovens pesquisadores e pós-graduandos de qualquer país têm até 24 de março para se candidatar ao evento que será realizado na USP com apoio da FAPESP

  • Marginal da SP-310 é interditada após acidente com carro que transportava material radioativo (G1)

    Bombeiros e Polícia Rodoviária isolaram área de 100 metros ao redor do veículo.

  • IPEN doa insumo para tratar bombeiros contaminados no trabalho de resgate em Brumadinho (Defesa TV)

  • Universidades nos Estados Unidos destacam apoio à pesquisa em parceria com a FAPESP

    University of North Carolina – Charlotte e University of Nebraska – Lincoln divulgam projetos realizados por seus pesquisadores em colaboração com cientistas de São Paulo

  • Nebraska-Brazil team selected by São Paulo Research Foundation for collaborative project funding (Global Nebraska)

    Most people are familiar with x-rays, whether used for producing image scans, treating cancer, or telescopes. But producing bright x-ray sources can be difficult and extremely expensive, especially for medical treatments. Through his recent São Paulo Researchers in International Collaboration (SPRINT) award, Nebraska’s Dr. Sudeep Banerjee is exploring an alternative source for x-rays using laser-particle acceleration with an international team in Brazil.

  • Baterias de lítio-ar poderão armazenar energia para carros, casas e indústria

    Com o crescimento das fontes renováveis, aumenta a demanda por dispositivos capazes de estocar energia de forma mais eficiente; tema foi destaque na FAPESP Week London

  • FAPESP e Reino Unido apoiam 400 projetos de pesquisa colaborativa em 10 anos (Agência FAPESP)

    Acordos de cooperação envolvem agências de fomento, empresas britânicas e 26 universidades. FAPESP Week London começa nesta segunda com destaques de pesquisas colaborativas entre brasileiros e britânicos

  • Pesquisadoras brasileiras rifam iPhone para pagar viagem a congresso acadêmico nos EUA

    Segundo a doutoranda Cecilia de Menezes, que concorre ao prêmio de melhor trabalho em evento internacional no Arizona, a combinação entre dólar alto e falta de financiamento à pesquisa fez com que ela e outras três pesquisadoras pedissem dinheiro pela internet.

  • Ipen realiza workshop para debater resultados de pesquisa em corrosão

  • Amazul busca convênio para atuar na extensão de vida de Angra 1 e prevê projeto detalhado do RMB até o fim do ano

  • São Paulo School of Advanced Science on Modern Topics in Biophotonics

  • É possível fazer tecnologia no Brasil - Registro Histórico

    No início da década de 1970, quando fazia pós-doutorado nos EUA, conheci outros dois brasileiros que seriam, mais tarde, protagonistas do início de um projeto ímpar: o já renomado professor Sérgio Porto, na ocasião docente da Universidade do Sul da Califórnia, e o oficial da Aeronáutica, José Albano Amarante. Nas conversas, o professor Porto, especialista na área de utilização de lasers, falava dos seus trabalhos sobre seu uso para separação isotópica, da possibilidade de desenvolver essa tecnologia no Brasil. O que acabou efetivamente acontecendo com o nosso retorno para o Brasil em circunstâncias exatamente similares.

  • Como tudo começou - Registro Histórico

    O primeiro acordo nuclear do Brasil, assinado em 1945 com os EUA previa que o Brasil forneceria minérios radioativos e, em troca, esperava receber reatores nucleares. Mas isso não aconteceu. "A matéria-prima foi para os Estados Unidos, mas as centrífugas não chegavam ao Brasil. Em função dessa circunstância, as autoridades brasileiras perceberam que as intenções estadunidenses na área nuclear não se sintonizavam com as aspirações brasileiras", afirma a historiadora Fernanda das Graças Correa, em seu livro "O Projeto do Submarino Nuclear Brasileiro" (Capax Dei Editora, 2010, Rio de Janeiro).

  • Reator IPEN/MB-01 comemora 30 anos

    No começo dos anos 80, mais de 100 pessoas - entre doutores, pesquisadores, técnicos e bolsistas - estavam alocadas no Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen), participando do projeto do submarino nuclear da Marinha.

  • Técnica permite ganho de escala na produção de materiais com grafeno - Agência Fapesp

    Trabalho foi apresentado no Congresso Brasileiro de Engenharia e Ciência de Materiais. Pesquisadores apresentaram ainda resultados sobre corrosão de metais e sensores para gases tóxicos, entre outros

  • O CNPq lança a sétima edição do projeto Pioneiras da Ciência

    Linda Caldas, do IPEN, entre as pioneiras da Ciência no Brasil, pelo CNPQ

| 01 | 02 | 03 | 04 | 05 | 06 | 07 | 08 | 09 | 10 | 11 | 12 |
| 13 | 14 |

Primeira página | Total de 266 registros. | Última página