Menu Principal
Portal do Governo Brasileiro
Logotipo do IPEN - Retornar à página principal

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares

Ciência e Tecnologia a serviço da vida

Objetivos

Esta proposta visa atender uma demanda crescente no IPEN de profissionais atuando em hospitais e clínicas, no uso de radiações ionizastes e não ionizastes, para aprofundar, complementar e expandir a formação profissional destes graduados em Medicina, Farmácia e Bioquímica, Odontologia, Radiologia, Física Médica, Radiofarmácia, Bioquímica, Biologia, Química, Física, Engenharias, ou áreas afins, tornando-os aptos para o desenvolvimento de pesquisas, bem como ao uso e a implementação de novas técnicas ou processos que utilizam radiações para diagnóstico, terapia e aplicações diversas na área da Saúde, contribuindo com o setor produtivo, incrementando sua competitividade e produtividade.

Dentro do escopo do Programa de "Tecnologias das Radiações em Ciências da Saúde", esta proposta tem os seguintes objetivos:

  1. Formação de recursos humanos especializados, strictu senso na modalidade Profissional, para o avanço da área da saúde;
  2. Formação de mestres que, por sua vez, possam atuar no ensino e serviço da saúde;
  3. Suprir demandas do profissional no escopo do curso, no mercado regional e nacional;
  4. Promoção do caráter multidisciplinar e interdisciplinar da proposta com diferentes práticas do conhecimento;
  5. Definição de políticas e estratégias para a produção de conhecimento, registrados por meio de artigos científicos, patentes, desenvolvimento de novos produtos e processos, participação em congressos, etc.;
  6. Criação de núcleos disseminadores e incentivadores regionais na área, com o desenvolvimento do Programa;
  7. Possibilitar intercâmbios diversos, realimentando o programa com as mais variadas expertises;
  8. Incentivar a internacionalização do novo Programa , por meio de intercâmbio de professores, alunos e experiências com parceiros internacionais da área, à exemplo do Programa Acadêmico já em vigor no IPEN há 40 anos;
  9. Promover o acompanhamento dos egressos do Programa, com a finalidade de realimentar o mesmo, aperfeiçoá-lo e acompanhar o alcance social de seus resultados;
  10. Ofertar formação nas áreas de desenvolvimento e aplicações de Radiações Não-Ionizantes em Saúde, considerando a expertise institucional também em Biofotônica (laser, métodos ópticos de diagnóstico e terapia), biomateriais, nanomateriais e nanotecnologia aplicados às áreas de Saúde;
  11. Criar no IPEN, de forma inédita no país, um núcleo de estudos de imagem em moléculas, células, tecidos e nanopartículas associadas a processos biológicos. As técnicas propostas permitirão mapear mudanças ultraestruturais e alterações celulares antes e após um dado tratamento, seja por laser (PDT), nanopartículas, braquiterapia, ou radiofármaco. Este núcleo de estudos de imagem, será de fundamental importância para a caracterização e confecção dos insumos e dispositivos necessários para os diversos tratamentos em questão, como nanopartículas funcionalizadas e microcircuitos optofluídicos utilizados em laboratórios de bolso (lab-on-chip) em saúde;
  12. Atender às exigências de certificação da Comissão Nacional de Energia Nuclear – CNEN e Associação Brasileira de Física Médica ABFM;
  13. Exercer todas as funções especificas de um profissional dentro de um hospital e/ou clínica e assumir suas responsabilidades legais junto aos órgãos de licenciamento (Comissão Nacional de Energia Nuclear – CNEN) e de fiscalização (Agencia Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA);
  14. Desenvolver a capacidade analítica e resolutiva para diminuir os riscos associados às práticas médicas;
  15. Implementar um Programa de Garantia da Qualidade nos Serviços Hospitalares ou Instituições de Saúde com o qual os egressos mantenham vínculo ou Acordo de trabalho; e
  16. Futuramente, é meta do novo Programa expandir sua atuação para o nível de Doutorado Profissional.
Curso novo aprovado pela CAPES (MEC) - publicação em 05/10/2018.

Eventos