Menu Principal
Portal do Governo Brasileiro
Logotipo do IPEN - Retornar à página principal

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares

Ciência e Tecnologia a serviço da vida

Portal > Institucional > Notícias > Em Foco

IPEN formaliza parceria com centro de pesquisa da Espanha para atividades científicas bilaterais

Projetos de pesquisa, oficinas, eventos científicos e culturais, cursos, conferências, simpósios, programas de treinamento de pessoal em áreas de interesse comum e intercâmbio estão entre as atividades previstas

IPEN e Consejo Superior de Investigaciones Cientifícas M. P (CSIC), organização pública de pesquisa sediada em Madri, Espanha, formalizaram colaboração para atividades científicas bilaterais, por um período de quatro anos, podendo ser renovado mediante acordo entre as partes. O MoU (de Memorandum of Understanding) foi assinado em 20 de dezembro, pelo superintendente do IPEN, Wilson Calvo, e seguiu para a capital espanhola, onde foi ratificado pela vice-presidente do CSIC e chefe de Relações Institucionais, Rosina López-Alonso Fandiño.

De acordo com o MoU, as partes comprometem-se a apoiar-se na organização e definição de atividades científicas bilaterais, tais como projetos de pesquisa, oficinas, eventos científicos e culturais, cursos, conferências, seminários, simpósios e programas de treinamento de pessoal em áreas de interesse comum. O documento prevê ainda a colaboração em publicações e no desenvolvimento de programas acadêmicos em disciplinas afins, e o intercâmbio de professores, pesquisadores, técnicos e pessoal administrativo para uma estada longa ou curta.

Outras atividades voltadas para a formação de jovens pesquisadores de pós-doutorado, treinamento e supervisão compartilhada de doutores, acesso e uso compartilhado de grandes instalações científicas administradas por ambas as instituições também estão previstas no MoU. Quaisquer iniciativas, no âmbito das competências do IPEN e do CSIC podem ser propostas, desde que estejam de acordo com os objetivos estabelecidos no documento e que sejam de interesse das partes.

O Mou estabelece que cada atividade ou projeto sejam definidos e detalhados por meio de contratos com finalidade específica, a ser assinado no momento oportuno pelos representantes autorizados pelas partes. No caso do IPEN, foi designado para coordenar as ações o gerente do Programa de Internacionalização, Niklaus Wetter. Pelo CSIC, a vice-presidente e chefe de Relações Internacionais da organização, professora Rosina López-Alonso Fandiño.

Todos os contratos devem incluir todos os termos e condições necessários, mencionando a finalidade, os objetivos, os detalhes técnicos, o prazo, os recursos financeiros e, se necessário, dependendo da finalidade, as regras sobre "informações confidenciais”, publicações e propriedade intelectual, dentre outros.

"O IPEN conta atualmente com 15 convênios de cooperação internacional vigentes. Dentre estes, o MoU assinado com o CSIC é o segundo que irá promover a cooperação científica e tecnológica com a Espanha. Esperamos que este convênio fortaleça as ligações entre as comunidades científicas dos dois países e que a parceria seja muito frutífera, tanto para a formação de recursos humanos como para a produção científica dos pesquisadores destas instituições”, afirmou Isolda Costa, diretora de Pesquisa, Desenvolvimento e Ensino do IPEN, também presente na assinatura do MoU.

A internacionalização tem sido cada vez mais exigida nas instituições de ensino e pesquisa, sobretudo na pós-graduação. Em sua última avaliação quadrienal, a Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) já levou em consideração esse critério. "O IPEN tem encorajado a assinatura de acordos de cooperação internacional por reconhecer a importância dos mesmos na troca de informação científica e tecnológica entre seus pesquisadores/tecnólogos e seus pares especialistas internacionais nas várias áreas do saber, bem como para o avanço de suas pesquisas”, concluiu Costa.

Eventos