Menu Principal
Portal do Governo Brasileiro
Logotipo do IPEN - Retornar à página principal

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares

Ciência e Tecnologia a serviço da vida

Portal > Institucional > Notícias > Em Foco

Convênio de dupla titulação com Universidade de Houston amplia Programa de Internacionalização do IPEN

Documento foi assinado pelo reitor da USP, Vahan Agpian, e pelo superintendente Wilson Calvo, e encaminhado para a assinatura de Renu Khator, presidente da instituição norte-americana.

IPEN, Universidade de São Paulo (USP) e Universidade de Houston (UH, Estados Unidos) deram início à formalização de convênio cujo objetivo é promover a cooperação acadêmica por meio da intercâmbio e coorientação de estudantes de mestrado e doutorado de ambas as instituições, visando à preparação de dissertação e tese e dupla titulação. O documento, assinado pelo reitor da USP, Vahan Agpian, e o superintendente do Instituto, Wilson Calvo, foi encaminhado para a assinatura de Renu Khator, presidente da instituição norte-americana.

É mais uma ação do IPEN para alavancar o seu Programa de Internacionalização. O Instituto vem trabalhando para ampliar os horizontes da sua Pós-Graduação em Tecnologia Nuclear, associada à USP, considerada de excelência – conceito 6 na Capes, e a principal "vitrine" para avançar nessa área cada vez mais levada em conta nas avaliações da Capes, tanto em relação aos docentes quanto aos discentes e suas atividades em colaborações internacionais.

O Convênio Acadêmico Internacional para Dupla Titulação de Mestrado e Doutorado – assinado em 25 e 26 de junho por Vahan e Calvo, respectivamente, que aguardamo retorno da UH – prevê que a realização e defesa da dissertação (M) e da tese (D) sejam efetuadas sob a responsabilidade conjunta das duas instituições.

Ao defender, o mestre ou doutor sai titulado pelo IPEN/USP, no âmbito do Programa de Pós-graduação em Tecnologia Nuclear, e pela Cullen College of Engineering, da UH. Quando entrar em vigor, o Convênio prevê intercâmbio sem especificar o número de estudantes enviados por seus programas, mas determina que seja o mesmo para ambas as instituições.

Na prática, atividades em conjunto entre IPEN e UH já vêm acontecendo. Em 16 de maio, estudantes de graduação da instituição norte-americana estiveram no IPEN e apresentaram estudos e soluções para problemas de infraestrutura, despoluição de água e saneamento.

A engenheira química Jaqueline Jamara Soares, mestre em Tecnologia Nuclear, já está cumprindo período em Houston. Ela foi orientanda da pesquisadora Solange Sakata, do Centro de Tecnologia das Radiações (CETER).

"A dupla titulação é uma tendência mundial das instituições para expandir a internacionalização e esse convênio é mais um passo do IPEN nessa direção. É muito importante tanto para as instituições, quanto para o pós-graduando”, afirmou Niklaus Ursus Wetter, gerente do Programa de Internacionalização do IPEN.

Cláusulas– Caberá a cada instituição indicar, por meio de Termo de Compromisso, o nome do aluno, especificando o título do projeto que será desenvolvido, o plano de trabalho, o título previsto para a dissertação ou tese e os nomes dos orientadores em ambas as Instituições. Durante a pesquisa, o pós-graduando pode fazer intercâmbio, alternando períodos em cada um dos dois países, não podendo o período total ser inferior a seis meses. Ao ser aceito, esse estudante terá os mesmos direitos dos alunos regulares.

Dissertações e teses deverão ser redigidas em inglês, com um resumo nesse idioma e outro, em português. Haverá somente uma defesa, reconhecida por ambas as instituições conveniadas, sendo que os alunos matriculados na USP obrigatoriamente realizarão defesa nesta Universidade. O mesmo vale para os estudantes da UH. As bancas examinadoras serão designadas de comum acordo entre as duas instituições e constituídas por membros dos dois países. 

Se a defesa ocorrer na USP, a banca examinadora será composta de três membros tanto para mestrado quanto para doutorado. Na Universidade de Houston, serão três membros no caso de mestrado e cinco membros no doutorado. Pelos termos do convênio, a publicação, a exploração e a proteção dos temas e resultados da pesquisa são asseguradas pelos dois programas envolvidos, de acordo com os procedimentos específicos de cada país e cada instituição.

IPEN e UH procurarão alcançar reciprocidade nas atividades contempladas por este convênio. Ao final da estada do estudante, a instituição receptora enviará documento oficial ao órgão de origem, especificando as atividades desenvolvidas e a avaliação recebida, quando for o caso. As duas instituições se comprometem a promover a integração dos estudantes na vida acadêmica durante o intercâmbio, oferecendo condições de pesquisa e local apropriados para o trabalho do estudante, na medida de suas possibilidades.

Diplomas – Mediante o reconhecimento da validade da coorientação realizada e da dissertação e tese defendida e aprovada, as instituições se comprometem, nos termos da legislação vigente, a outorgar o título de Doutor ou de Mestre ao candidato, com validade no Brasil e nos Estados Unidos da América. Serão emitidos dois diplomas, sendo um da USP e outro da UH. O convênio vigorará pelo prazo de cinco anos, a partir da data em que for assinado por todos os signatários.

----
Ana Paula Freire, Jornalista MTb 172/AM
Assessoria de Comunicação Institucional

Eventos