Menu Principal
Portal do Governo Brasileiro
Logotipo do IPEN - Retornar à página principal

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares

Ciência e Tecnologia a serviço da vida

Portal > Institucional > Notícias > Em Foco

Workshop leva profissionais a Sorocaba para debaterem medicina nuclear no Brasil e o projeto RMB

Organizado pela PUC-Sorocaba/SP em parceria com a Gerência Técnica do RMB, evento é mais uma iniciativa de integração com a população da região do empreendimento

A importância do Projeto Reator Multipropósito Brasileiro (RMB) para o avanço da medicina nuclear no Brasil e as possibilidades e perspectivas profissionais nessa área serão debatidas no Workshop Medicina Nuclear, que acontece no próximo dia 5 de agosto, das 9h às 18h, no Auditório Prof. Dr. José Ramos de Oliveira Jr., no campus a Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP/FCMS) – Campus Sorocaba.

O objetivo principal do evento, organizado pela própria PUC-Sorocaba/SP em parceria com a Gerência Técnica do RMB, é promover cada vez mais a integração com a população local por meio de atividades educativas, voltadas para diferentes níveis de formação, conforme prevê a legislação ambiental. "É nesse contexto que o Workshop se insere”, explica Afonso Rodrigues de Aquino, pesquisador do IPEN e coordenador de comunicação do RMB.

"O próprio EIA/RIMA, elaborado para a obtenção das Licenças Ambientais junto ao IBAMA [Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis] já contempla um amplo Programa contendo mais de duas dezenas de Projetos Básicos Ambientais, dentre estes, alguns voltados para a Integração com a Sociedade. O Workshop é mais uma iniciativa de levar ao conhecimento da população de Iperó os benefícios que o RBM vai gerar para a região”, acrescenta.

O professor Luiz Ferraz de Sampaio Neto, diretor da FCMS, e o engenheiro José Augusto Perrotta, gerente técnico do RMB, farão a abertura do evento. Em seguida, das 9h30 até às 12h30, começa a mesa-redonda "Do radioisótopo à medicina nuclear”, composta por Sampaio Neto, pela também professora da PUC-SP/FCMS, Marta Wey Vieira, e pelo físico em medicina Ricardo Dimestein, da Latim Safe (Grupo de Estudos de Proteção Radiológica, sediado em São Paulo).

O primeiro palestrante da manhã será o próprio Perrotta, que vai abordar o tema "O Reator Multipropósito Brasileiro e suas possibilidades”. Na sequência, o pesquisador Jair Mengatti, coordenador de Produtos e Serviços do IPEN, vai falar sobre "Radiofármacos: o estado da arte”. Encerrando o primeiro ciclo, o professor Carlos Alberto Buchpiguel, do Departamento de Radiologia e Oncologia da Faculdade de Medicina da USP (FM-USP), discorrerá sobre "A Medicina Nuclear e suas possibilidades”.

À tarde, a partir das 13h30, começa a mesa-redonda "Importância da Regulação e do Apoio das Sociedades Profissionais nos Usos de Radiação e Radioisótopos na Medicina”, composta pelos professores Luiz Antonio Pires e Mônica Oliveira Bernardo, da PUC/SP-FCMS), e Fernando Antônio de Almeida, vice-reitor da PUC-SP. Pires é membro da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC) e Bernardo, do Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (CBR/PR).

A primeira palestra – "Por que a medicina brasileira precisa do RMB?” – será proferida porClaudio Tinoco Mesquita, também membro do CBR e da Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear (SBMN). Em seguida, a professora Rosângela Corrêa Villar, da USP-FM, abordará o tema "Os profissionais que atuam com radiação na área da saúde”. Encerrando o ciclo,a professora Helena Regina Comodo Segreto, da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (EPM/UNIFESP), falará sobre "Radiobiologia em radioterapia”.

Às 17h30, Luiz Ferraz de Sampaio Neto, José Augusto Perrotta e Fernando Antônio de Almeida encerram formalmente o Workshop, que será transmitido em tempo real pelo link: https://www.youtube.com/ watch?v=EN-FtpqpJKQ

Sobre o RMB– O Reator Multipropósito Brasileiro é um empreendimento do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), gerido pela Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) e suas unidades, entre elas o IPEN, em parceria com a AMAZUL Tecnologias de defesa S.A., e que também conta com a participação do Governo do Estado de São Paulo.

Perrotta salienta a importância desse empreendimento, que "dotará o país de um reator nuclear de pesquisa e toda uma infraestrutura de laboratórios e instalações para dar suporte aos objetivos estratégicos nacionais” no âmbito do Programa Nuclear Brasileiro. O RMB tornará o Brasil autossuficiente na produção de radioisótopos – insumo fundamental para a fabricação de rádiofármacos, de grande importância para o tratamento de doenças em diversas áreas da medicina, como a cardiologia, oncologia, hematologia e neurologia.

 

SERVIÇO

O quê: Workshop Medicina Nuclear

Onde: Auditório Prof. Dr. José Ramos de Oliveira Jr., no campus da PUC-SP/FCMS, na Rua Joubert Wey, 290, Vergueira, Sorocaba.

Quando: Dia 5 de agosto

Horário: 9h às 18h


Eventos