Menu Principal
Portal do Governo Brasileiro
Logotipo do IPEN - Retornar à página principal

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares

Ciência e Tecnologia a serviço da vida

Portal > Institucional > Notícias > Em Foco

Servidores do IPEN têm oportunidade de avaliar gestão em Pesquisa de Clima Organizacional

Objetivo é aferir o grau de satisfação em seu ambiente, tendo como uma das referências o resultado da pesquisa realizada em 2013.

O IPEN dará início, nesta quinta-feira, 1, a Pesquisa de Clima Organizacional 2018, cujo objetivo é aferir o grau de satisfação dos servidores em relação a diversos aspectos que afetam ou impactam no desempenho de suas atividades. Com base nos resultados coletados, será elaborada uma estratégia de atuação da direção do Instituto visando ao bem-estar no ambiente organizacional.

A iniciativa atende a uma decisão do Conselho Técnico Administrativo (CTA) do Instituto, que considerou a necessidade de uma avaliação da gestão como um todo uma "prioridade” para este ano, de acordo com Celso Huerta Gimenes, gerente de Desenvolvimento de Pessoas do IPEN e coordenador da pesquisa.

"Sempre buscamos a transparência das nossas ações, e a avaliação é uma forma de exercer essa transparência. É também uma ação de coragem pois o resultado pode não ser agradável. Mas estamos aqui para fazer o melhor”, afirma Gimenes.

Outro aspecto relevante da pesquisa é que possibilitará a tomada de ações para evitar potenciais crises, eventualmente sinalizadas a partir da percepção dos próprios servidores. Os dados serão comparados à última avaliação, realizada em 2013.

"Muitas mudanças ocorreram no período de 2013 para cá. Os resultados desta pesquisa de 2018 serão comparados aos da última para que possamos avaliar o impacto dessas mudanças, além de possibilitar reunir o conjunto das percepções dos servidores referentes às novas ações implementadas pela alta direção”, destaca Fabio Menani Pereira Lima, assessor da Diretoria de Planejamento e Gestão (DPG).

Gimenes complementa lembrando que a pesquisa anterior foi positiva, no geral, mas houve algumas reclamações de servidores que haviam ingressado no Instituto um pouco antes da avaliação. "Nós tínhamos pessoas novas, que haviam acabado de entrar no concurso e não se sentiram muito acolhidas, a maioria declarou isso. Nós tomamos medidas para que as que entraram pouco tempo depois, na área de gestão, tivessem outra experiência de chegada. Agora, vamos ver o que elas dizem, já que isso foi um ponto negativo muito enfatizado”.

Willy Hoppe de Sousa, diretor de Planejamento e Gestão, afirma que comparar os resultados é um termômetro importante para a atual gestão : "É uma maneira de saber se conseguimos melhorar ou não a nossa gestão no período”, disse, salientando que uma pesquisa de clima é muito influenciada pelo momento da coleta dos dados.

"Vivemos um momento político do país que certamente irá influenciar as expectativas das pessoas e isto deve ser também considerado na análise das respostas. O importante é que os servidores do IPEN usem esse canal de comunicação para expressar suas opiniões e a Direção do Instituto possa aproveitar da melhor forma possível as mensagens que toda a comunidade quer passar e que muitas vezes não chega à direção”.

Anonimato

A partir desta quinta-feira, 1, todos servidores do IPEN receberão, por e-mail, o link de acesso ao questionário on-line. É uma pesquisa auto-aplicada, ou seja, é só seguir os passos indicados. O processo não leva mais de 20 minutos, e é fundamental que os servidores participem em grande número.

"É muito importante que os servidores respondam o questionário. É uma forma de contribuir com o processo de melhoria contínua do IPEN, pois, como disse, ações serão tomadas com base nos resultados”, salienta Fábio Lima.

Aos que poderiam não se sentir à vontade para responder, Lima explica que o próprio sistema de coleta das informações garante a preservação do anonimato do servidor. "É fundamental que todos os servidores tenham total liberdade para opinar sobre diferentes aspectos do ambiente de trabalho, sem qualquer tipo de receio, pois não serão identificados de forma alguma”, diz.

Lima acrescenta que medidas diversas foram tomadas para garantir o anonimato do servidor. "A pergunta a respeito da lotação do servidor, por exemplo, está mais abrangente nesta pesquisa. As opções, como poderão ver no questionário, foram limitadas à lotação em Centros e Diretorias do IPEN, isto porque existem Gerências com um reduzido número de servidores”.

"É realmente uma avaliação anônima em que os gerentes e a direção são avaliados. A partir dos resultados, podemos identificar aspectos de da gestão que requerem uma ação de melhoria. Pode-se montar grupos de trabalho formado com servidores para propor melhorias, mas pode-se também contratar treinamentos e consultorias para essas ações de melhoria”, acrescenta o diretor da DPG.

Para Gimenes, a expectativa é de que o resultado confirme a satisfação pelas melhorias que foram feitas com base na pesquisa anterior. "Incluímos atividades novas, voltadas para diversos grupos, e esperamos uma avaliação positivo. Mas sabemos que pode não corresponder ao esperado. De qualquer forma, você só faz pesquisa de clima se tem intenção de aplacar o que as pessoas consideram ruins, daí a gente melhora e então faz essa avaliação. Espero que a comunidade participe, pois todos ganham”, concluiu.

-------

Ana Paula Freire, jornalista MTb 172/AM
Assessoria de Comunicação Institucional

 

Eventos