Menu Principal
Portal do Governo Brasileiro
Logotipo do IPEN - Retornar à página principal

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares

Ciência e Tecnologia a serviço da vida

Portal > Institucional > Notícias > Em Foco

Diretor da AIEA visita IPEN e ratifica Acordo de Cooperação em C&T com a CNEN

Dazhu Yang conheceu três importantes Centros de Pesquisa do Instituto e destacou a atuação do Brasil como país-membro da AIEA

Dando continuidade à sua primeira visita técnica ao Brasil, o diretor-geral adjunto e chefe do Departamento de Cooperação Técnica da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Dazhu Yang, esteve no IPEN na sexta-feira, 23, para conhecer as principais atividades do Instituto. Na ocasião, ele e o presidente da CNEN, Paulo Roberto Pertusi, ratificaram o "Practical Arrangements between the AIEA and the CNEN” (Acordos Práticos entre a AIEA e a CNEN, em tradução livre).

O objetivo desses Acordos Práticos é estabelecer o planejamento de cooperação entre as partes na área de Capacitação em Ciência e Tecnologia. Dentre as atividades previstas estão promover formação de recursos humanos em programas de curto e longo prazo, por meio de cursos de graduação e pós-graduação, e oferecer treinamentos em diversas áreas como, por exemplo, alimentação e agricultura, aplicações industriais, medicina nuclear e radiológica, monitoramento ambiental, gestão de rejeitos radioativos, dentre outras.

Também estão previstas ações como a disponibilização de especialistas e docentes para apoiar atividades nas áreas mencionadas e para os para os países de língua portuguesa, além da possibilidade de utilização de instalações analíticas de laboratórios brasileiros para realizar atividades colaborativas.

"Sei que o Brasil tem importantes colaborações com AIEA desde que se tornou país-membro, em 1957, mesmo ano em que a Agência foi estabelecida. E é um membro muito ativo, sempre promovendo atividades colaborativas em segurança nuclear e no uso pacífico da energia e da tecnologia nuclear para o seu desenvolvimento”, afirmou Dazhu Yang.

Acompanhado do chefe do Departamento de Cooperação Técnica da Divisão da América Latina e Caribe, Raul Ramirez Garcia, e da pela coordenadora-geral de Assuntos Internacionais (CGAI) da CNEN, Viviane da Silva Simões, Dazhu Yang foi recepcionado no IPEN pelo superintendente Wilson Calvo e por diretores e gestores dos Centros de Pesquisa, além de Paulo Pertusi, que proferiu o discurso de boas-vindas. Também presente o diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da CNEN e ex-superintendente do IPEN, José Carlos Bressiani.

Abrindo a programação, a gerente do Programa de Internacionalização, Isolda Costa, fez uma breve explanação do "IPEN em números”, destacando os principais indicadores do Instituto, e, em seguida, o engenheiro José Augusto Perrotta apresentou o projeto Reator Multipropósito Brasileiro (RMB).

Bastante curioso sobre aspectos técnicos relacionados ao RMB, Dazhu Yang fez alguns questionamentos e depois seguiu para visitas ao Centro do Reator de Pesquisas (CRPq), ao Centro de Radiofarmácia (CR) e ao Centro de Tecnologia das Radiações (CTR), onde também conheceu o Acelerador de Elétrons, o Irradiador Multipropósito de Cobalto-60 e o Laboratório de Braquiterapia.

"Fico agradecido por vocês me receberem nesta tarde. É a primeira vez que venho ao Brasil e estou muito honrado em conhecer a CNEN, sua unidade no Rio de Janeiro, e agora o IPEN, que, eu sei, foi criado um ano depois da Agência, em 1958”, disse Dazhu Yang – na manhã de segunda-feira, 19, ele visitou o Instituto de Radioproteção e Dosimetria (IRD), e, à tarde, reuniu-se com dirigentes da CNEN, na sede da instituição.

"Para nós é uma satisfação receber o Dr. Dazhu Yang, principalmente, como ele próprio mencionou, pela histórica colaboração que nós do IPEN temos com a Agência Internacional. Colaboração que só vem crescendo e que ainda traga muitos bons frutos para o Brasil”, afirmou Wilson Calvo.

Antes da visita ao IPEN, pela manhã, Dazhu Yang esteve no Instituto de Radiologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (INRAD/HC-FMUSP), para conhecer as atividades na área de radioterapia. Em sua semana no Brasil, o diretor da AIEA também cumpriu agenda no Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), Ministério das Relações Exteriores (MRE) e no Gabinete de Segurança Institucional (GSI), em Brasília. Em Recife, conheceu pesquisa com uso de radiação ionizante para controle do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, projeto que conta com apoio da AIEA.

 

Eventos