Menu Principal
Portal do Governo Brasileiro
Logotipo do IPEN - Retornar à página principal

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares

Ciência e Tecnologia a serviço da vida

Portal > Institucional > Notícias > Clipping de Notícias

Desafios para a energia nuclear

Texto de Sergio Malta

Fonte: Diário de Pernambuco

A demanda por energia elétrica aumenta de forma contínua e inexorável para atender as necessidades do mundo moderno e assim garantir qualidade de vida de uma sociedade cada vez mais exigente. Este processo impõe às autoridades governamentais de todos os países o desafio de formular políticas a fim de garantir a oferta de energia elétrica necessária. Trata-se assim de buscar continuamente um equilíbrio dinâmico entre a oferta e demanda deste insumo fundamental.

Este desafio vem se tornando cada vez mais complexo e difícil em função das crescentes restrições ambientais impostas à construção de usinas elétricas. Como não há condições econômicas e energéticas para atender a demanda apenas com fontes renováveis, destaca-se a necessidade de buscar fontes que garantam, simultaneamente, segurança no suprimento da demanda, redução das emissões e competitividade econômica. Entre as fontes que atendem esses requisitos, a energia nuclear é uma alternativa a ser considerada com atenção.

Apesar do recente desenvolvimento e avanço das fontes renováveis, impulsionada pelas incertezas do petróleo, a matriz elétrica mundial continua baseada em combustíveis fósseis. A geração térmica (carvão, gás e óleo) representa 68% do total no mundo, seguida pela hídrica com 15,8%, nuclear com 11,7% e renováveis com 4,5%, segundo dados de 2012. Nas previsões da International Energy Agency (IEA), a geração elétrica vai crescer mais do que todas as outras, 67% entre 2011 e 2035. Para atender este incremento, a geração térmica terá sua participação reduzida para 57%, a hidrelétrica deverá se manter estável em 16%, enquanto as renováveis devem atingir 15,6% do total.

Do ponto de vista ambiental, destacam-se dois problemas centrais. O primeiro está vinculado às emissões de CO2 da geração térmica, responsável por 28% das emissões no mundo. O segundo por conta da interferência das usinas hidrelétricas em ecossistemas e diversidade de vida ligadas aos rios.

Para atender o aumento da demanda sem comprometer o meio ambiente, a geração nuclear é uma alternativa de grande relevância. Este processo já está em curso, pois entre 1971 e 2012, a participação da energia nuclear no mundo passou de 2% a 11,7% com um pico de 17,2% em 1996, mesmo refletindo impactos de Chernobyl (86) e de Fukushima (2011). No mundo, existem atualmente cerca de 440 reatores em operação em 30 países, com potência instalada de cerca de 380 GW. Os EUA detêm 104 reatores e produziram 32,8% do total mundial em 2012, e a França possui a maior participação de energia nuclear em sua matriz (74,8%) e 17,3% do total do mundo. Em alguns outros países (Bélgica, Hungria, Eslováquia e Ucrânia), a geração nuclear supera 40%. Há, segundo a IEA, cerca de 70 usinas nucleares em construção, principalmente na China.

O insumo da energia nuclear é o urânio, que tem uma densidade energética muito superior aos recursos fósseis, e as reservas disponíveis permitem que sua exploração seja mais longa do que o petróleo. Outras vantagens: as reservas de urânio estão localizadas em regiões menos problemáticas, emitem menos CO2 e geram energia sem interrupção, 24h por dia, 11 meses por ano.

As incertezas sobre energia nuclear referem-se à segurança. Embora reduzido o número de acidentes nucleares, os impactos sobre o meio ambiente e populações permanecem um problema. Esse conjunto de questões exige esforço, recursos e pesquisas para o desenvolvimento de tecnologias que garantam mais segurança, dado que a energia nuclear terá, cada vez mais, um papel estratégico para garantir energia limpa em um mundo cada vez mais dependente desse insumo.

Sergio Malta
presidente do Sindicato Interestadual das Indústrias de Energia Elétrica e diretor do Comitê Brasileiro do Conselho Mundial de Energia
opiniao.pe@dabr.com.br

Eventos