Menu Principal
Portal do Governo Brasileiro
Logotipo do IPEN - Retornar à página principal

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares

Ciência e Tecnologia a serviço da vida

Portal > Institucional > Notícias > Clipping de Notícias

Ministro do MDIC defende fortalecimento do INPI para alavancar a inovação brasileira

Durante posse do novo presidente do Instituto Nacional da Propriedade Industrial, Luiz Otávio Pimentel, o ministro Armando Monteiro afirmou que acredita que o Instituto poderá contribuir para o avanço da política nacional de inovação. Atualmente, a concessão de patentes demora mais de 10 anos.

Fonte: Jornal da Ciência

A propriedade industrial no Brasil é um dos principais gargalos da inovação. A demora para a concessão de patentes, atualmente, é estimada em 11 anos. Assim, as novidades desenvolvidas no País perdem competitividade. O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Armando Monteiro, porém, acredita em uma reviravolta na área. Durante a posse do novo presidente do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), Luiz Otávio Pimentel, o representante do Executivo afirmou acreditar que o instituto vai contribuir para que a política nacional de inovação não tenha gargalos e possa avançar.

"Um INPI eficiente é um dos pilares para estabelecer um ambiente de propriedade intelectual adequado para os desafios do Brasil no mercado global, cada vez mais competitivo”, afirmou Monteiro. "Vamos rever processos, fazer melhor uso da tecnologia da informação e ampliar a cooperação internacional”, prometeu.

O titular do MDIC disse ser necessário buscar novos conceitos para a política industrial brasileira e que, para isso, o papel do INPI é fundamental. Armando Monteiro defendeu ainda o fomento da inovação como chave para o ganho de produtividade do setor industrial.

Novo presidente

Luiz Otávio Pimentel é doutor em Ciências Jurídicas, especializado na área de propriedade intelectual. As principais bandeiras defendidas por ele no INPI são atender à demanda para reduzir os prazos de análise em áreas como patentes e marcas e ampliar o conhecimento sobre a importância dos ativos intangíveis para o desenvolvimento econômico brasileiro.

Para alcançar essas metas, o INPI vai investir em parcerias, como a feita com o Escritório de Patentes e Marcas dos Estados Unidos, desenvolver projetos estratégicos e aprimorar a estrutura e os sistemas eletrônicos do instituto.

Eventos