Menu Principal
Portal do Governo Brasileiro
Logotipo do IPEN - Retornar à página principal

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares

Ciência e Tecnologia a serviço da vida

Portal > Institucional > Notícias > Clipping de Notícias

Cornel Feruta assume como Diretor-Geral interino da Agência Internacional de Energia Atômica

Fonte: Dia a Dia

O diplomata romeno Cornel Feruta (foto) assumiu interinamente o cargo de diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA). Ele substitui o japonês Yukiya Amano, que morreu nesta semana em virtude de complicações em sua saúde. A AIEAé o principal fórum intergovernamental mundial para cooperação científica e técnica no campo nuclear. A entidade funciona para estimular o uso seguro e pacífico da ciência e tecnologia nuclear, contribuindo para a paz e a segurança internacional e para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Na AIEA, Feruta assumiu como Coordenador Chefe da AIEA em setembro de 2013. Atualmente, estava como chefe de gabinete de Amano, e era um dos mais próximos assessores do diplomata japonês no comando da agência. O novo diretor-geral da entidade se formou na Faculdade de Ciências Políticas e Administrativas (1997), na Romênia, e possui Mestrado em Relações Internacionais na mesma faculdade, que faz parte da Universidade de Bucareste (1998).

Diplomata de carreira, ele trabalhou para o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) de seu país durante 15 anos (1998-2013). Ocupou cargos dentro da Diretoria e Cooperação Regional da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE). Também foi Diretor do Gabinete de Ministros e Diretor Geral de Assuntos Políticos. Ele foi Embaixador e Representante Permanente da Romênia junto às organizações da ONU e da OSCE em Viena (Áustria) de 2007 a 2012, de acordo com a biografia publicada pelo MFA.

A escolha de Feruta aconteceu nesta semana durante a reunião do Conselho de Governadores da AIEA. Durante o encontro, foi realizado um minuto de silêncio em memória de Amano. As delegações expressaram profunda tristeza e uma sensação de grande perda em seu falecimento, recordando que o diplomata japonês era um devoto ao trabalho da Agência e aos usos pacíficos da tecnologia nuclear para o benefício das pessoas em todo o mundo.

Eventos