Menu Principal
Portal do Governo Brasileiro
Logotipo do IPEN - Retornar à página principal

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares

Ciência e Tecnologia a serviço da vida

Portal > Institucional > Notícias > Clipping de Notícias

Eletronuclear se pronuncia sobre desligamento de usinas em Angra: 'estão operando a plena capacidade'

Na terça-feira (21), prefeitura decretou estado de emergência, após tiroteios causados por briga de facção criminosa. Pronunciamento responde a possível desligamento de Angra 1 e 2.

Fonte: G1

A Eletronuclear se pronunciou nesta quarta-feira (22) após a publicação do decreto de estado de emergência de Angra dos Reis, RJ. Segundo a empresa, o órgão está preparado para essas situações e as usinas nucleares 'estão operando a plena capacidade'. Em nota, eles ressaltaram que, inclusive, o plano é de responsabilidade deles.

A nota reforça ainda que a empresa mantem contato diário com o Secretário de Segurança do Estado, general Richard Nunes, para acompanhar a situação. A preocupação aconteceu após o aumento da violência no litoral, gerada pela disputa territorial entre facções criminosas do município, principalmente no bairro Belém. A resposta da empresa é também ao pronunciamento da prefeitura na tarde de terça-feira (21), onde afirmou que a insegurança na cidade podia resultar no pedido de desligamento das usinas.

O prefeito, Fernando Jordão, cobrou, durante a tarde, uma ação efetiva da Intervenção Federal na cidade. O prefeito teve um encontro, no Rio de Janeiro, com o General Braga Netto, interventor federal. "A polícia de Angra dos Reis precisa de apoio para enfrentar essa onda de violência que culminou em um ônibus incendiado, nesta segunda (20), no Belém", disse.

Confira a nota na íntegra

"É preciso distinguir duas coisas nessa história. O Plano de Emergência Local abrange a área de propriedade da Eletronuclear (o que inclui a Central Nuclear em Itaorna, a Vila Residencial de Praia Brava e a área da Piraquara de Fora). Esse plano é de responsabilidade da Eletronuclear e operado com seu próprio pessoal. A empresa entende o momento difícil pelo qual o município está passando, mas assegura ter plena capacidade de efetuar as operações necessárias em caso de emergência.

O Plano de Emergência Externo é de responsabilidade do Governo do Estado do Rio de Janeiro. A Eletronuclear tem mantido contato diário com o Secretário de Segurança do Estado, general Richard Nunes para acompanhar a situação. Vale lembrar que o Plano de Emergência Externo reúne diversos órgãos de segurança pública, tais como as Forças Armadas, as Polícias Militar e Rodoviária Federal; e as Defesas Civis no âmbito federal, estadual e municipal.

Cabe ressaltar que as usinas Angra 1 e Angra 2 estão operando a plena capacidade, gerando 2.020 MWe para o sistema elétrico nacional."

Eventos