Menu Principal
Portal do Governo Brasileiro
Logotipo do IPEN - Retornar à página principal

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares

Ciência e Tecnologia a serviço da vida

Portal > Institucional > Notícias > Ipen na Mídia

Canhão de laser vai medir qualidade do ar em Cubatão e na Ponta da Praia

Pesquisa tem a participação da Fatec de Praia Grande e é conduzida pela USP, com apoio da Petrobras e Cetesb

Fonte: A Tribuna de Santos

Alunos, formandos e professores da Faculdade de Tecnologia (Fatec) de Praia Grande iniciam em agosto estudos para medir a quantidade de material particulado e outros poluentes gasosos no ar de Cubatão e Santos.

Vão utilizar um canhão de feixes de raioslaser, como parte de um projeto solicitado pela Cetesb à Universidade de São Paulo (USP) para avaliar a qualidade do ar na região.

O laser, que fica estacionado na unidade do Centro de Pesquisas em Meio Ambiente (Cepema) da USP, instalado em Cubatão, tem três comprimentos de onda que serão direcionados para a antiga Vila Parisi e para a região central da cidade e, em Santos, para o estuário, o Porto e a Ponta da Praia. O equipamento lê o tipo de poluente solicitado, que é identificado e quantificado.


O canhão tem alcance de até 30 quilômetros. Segundo a professora Fernanda de Mendonça Macedo, coordenadora de Tecnologia em Processos Químicos da Fatec-PG, o projeto está sendo desenvolvido em parceria com o Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen) e a e departamento de Engenharia Química da USP (Politécnica). O estudo envolverá alunos e ex-alunos do curso de Processos Químicos da Fatec em Praia Grande, que começou em 2011 e já tem três turmas formadas.

Domênico Rangoni e a região da antiga Vila Parisi: feixes de raio laser ajudarão a reforçar programas antipoluição

O trabalho acadêmico faz parte de um convênio que o Ipen e a Poli tem com a Petrobras e a Cetesb. A condução dos estudos é dos professores Roberto Guardani, da Poli- USP e Eduardo Landufo, do Ipen.

A participação dos alunos decorre de um convite feito depois de um workshop, no Ipen, na Cidade Universitária da USP, em São Paulo, sobre a aplicação de laser, em novembro de 2014.

"O professor Eduardo Landufo nos convidou a fazer uma parceria com a Fatec. A partir desse convite, duas alunas de iniciação cientifica, que estão no quinto ciclo de Processos Químicos, (Elaine Cristina Araújo e Izabel da Silva Andrade) vão aprender e operar os equipamentos a laser do Projeto Lidar. E ex-alunos já formados que vão desenvolver mestrados com Eduardo Landufo, integraram-se ao projeto”, conta.


Eventos