Menu Principal
Portal do Governo Brasileiro
Logotipo do IPEN - Retornar à página principal

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares

Ciência e Tecnologia a serviço da vida

Portal > Institucional > Notícias > Ipen na Mídia

As parcerias entre empresas e universidades públicas

Uma informação falsa bastante divulgada é de que as universidades públicas não se relacionam com empresas e isso seria um problema para o desenvolvimento tecnológico do país. Ou que as universidades públicas não colaboram com a indústria, não ajudam o setor produtivo, são contra a iniciativa privada e outras coisas estapafúrdias difundidas pela internet.

Fonte: Carta Campinas

O que vem ocorrendo no Brasil nas últimas décadas, na verdade, é um aumento das colaborações entre universidades públicas e empresas privadas, apesar dos muitos entraves burocráticos e culturais que dificultam essa interação. No entanto, é preciso ter muita responsabilidade visto que os benefícios da parceria não podem ser exclusivamente privados, mas beneficiar tanto as universidades (para desenvolver novas pesquisas e ter recursos para investimento) quanto as empresas.

A Escola Politécnica da USP, por exemplo, abriga umaparceria de R$ 200 milhões com a Fapesp e a Shell, para pesquisas inovadoras no setor de gás. Não por acaso, o núcleo de pesquisas tecnológicas da Petrobras também fica dentro de um campus universitário, da UFRJ, com a qual a empresa colabora intensamente desde a década de 1970.

O Centro de Química Medicinal da Unicamp trabalha com três empresas farmacêuticas e de biotecnologia na busca de novos medicamentos; enquanto que o Centro de Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia USP/Ipen (Cietec) tem mais de 100 empresas incubadas e 150 graduadas no currículo.O laboratório LacTAD (Laboratório Central de Tecnologia de Alto Desempenho em Ciências da Vida) da Unicamp também trabalha em parceria com empresas em pesquisas avançadas nas áreas de Biologia Celular, Genômica, Proteômica e Bioinformática.

São apenas alguns exemplos emblemáticos, entre muitos que existem por aí.

  • Em 2019, a USP regulamentou o compartilhamento e a permissão de uso de seus equipamentos, infraestrutura, materiais e instalações em ações voltadas adesenvolvimento e inovação tecnológica.
  • Outra iniciativa criada para estreitar as relações da Universidade com empresas e demais instituições científicas é o Sistema USP de Centrais Multiusuários, plataforma para cadastro de equipamentos e laboratórios que podem ser utilizados de forma compartilhada pela comunidade científica da USP e de outras instituições.
  • A Fapesp (Agência de Financiamento do Estado de São Paulo) financia inúmeros projetos em parceira entre pesquisadores de universidades públicas, institutos públicos e empresas privadas.
  • A USP criou até mesmo um guia para ajudar na realização de parcerias com empresas.
  • A Unicamp mantém uma agência de inovação para facilitar que empresas se utilizem das tecnologias desenvolvidas pelos pesquisadores. (Jornal da USP/Carta Campinas)

Eventos