Menu Principal
Portal do Governo Federal Brasileiro
Logotipo do IPEN - Retornar à página principal

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares

Ciência e Tecnologia a serviço da vida

Portal > Institucional > Notícias > Em Foco

IBAMA expede a Licença Ambiental de Operação para o IPEN por dez anos

A aprovação pelo IBAMA da Licença Ambiental de Operação (LO) para o IPEN representa um marco histórico e o compromisso do instituto com as questões sócio-ambientais

Foi assinada, pela presidente do IBAMA, Marilene Ramos, em 22 de fevereiro, a LO nº 1325/2016 – Processo n° 02001.005381/2000-47 que autoriza o funcionamento do IPEN por um período de dez anos tendo em vista a avaliação rigorosa das características próprias das instalações do instituto e sua relação com o meio ambiente. Nesse processo, foram avaliados o o potencial de geração de líquidos poluentes (despejos e efluentes), resíduos sólidos, emissões atmosféricas e práticas de desenvolvimento sustentável. A LO é uma exigência legal e uma ferramenta do poder público para o controle ambiental.

A pesquisadora Maria Aparecida Faustino Pires, gerente adjunto do Centro de Química e Meio Ambiente, e responsável pela coordenação do processo de planejamento e gestão ambiental, comenta que o IPEN, por ser uma instituição com atividades nucleares e radioativas, possui um histórico de controle ambiental radiológico e não radiológico. Ao receber a Licença Ambiental de Operação, o IPEN assume os compromissos para a manutenção da qualidade ambiental do local em que está instalado, considerando as disposições legais e regulamentares e as normas técnicas aplicáveis.

Maria Faustino Pires comenta que a obtenção da Licença Ambiental de Operação apresenta-se como um grande desafio para qualquer setor, não sendo diferente para o IPEN. Vários programas ambientais e medidas de controle foram estabelecidos e estão sendo seguidos em atendimento a uma série de condicionantes estabelecidas pelo IBAMA, ressaltou.

"Agradeço todos os colaboradores envolvidos nas atividades e programas voltados a proteção do meio ambiente, principalmente aos responsáveis pela execução dos programas ambientais convencionais e radiológicos; gerencias de proteção radiológica, infraestrutura e operação do campus, metrologia das radiações, material e patrimônio, de química e meio ambiente e a todos os representantes e envolvidos na área ambiental” conclui.

O superintendente do IPEN, Wilson Calvo, parabeniza os envolvidos no processo e destacou a importância dos profissionais na responsabilidade institucional de assumir a missão de analisar e responder anualmente as condicionantes específicas da LO.

Participaram do processo de planejamento, gestão, organização e bem como da execução a Coordenação da Gestão Ambiental; a Diretoria de Planejamento e Gestão; o Centro de Química e Meio Ambiente e dos RD ambientais dos centros e/ou unidades administrativas, destacando: Willy Hoppe de Sousa –Diretoria de Planejamento e Gestão, Maria Aparecida Faustino Pires - Centro de Química e Meio Ambiente & Coordenação da Gestão Ambiental; Marycel Elena Barboza Cotrim- Centro de Química e Meio Ambiente - programas ambientais; Barbara Paci Mazzilli – Gerência de Metrologia das Radiações; Julio Marumo – Centro de Rejeitos radioativos - Gestão de rejeitos; Gilberto Magalhães – Infraestrutura e Operação do Campus; Hélio Akira Furusawa – Centro de Química e Meio Ambiente/ gestão de resíduos químicos; Pedro Marcelino Santana da Silveira – Gerencia de Material e Patrimônio.



O prédio do Reator IEA-R1 integra as instalações do IPEN, que teve renovada sua Licença Ambiental pelo IBAMA (Montagem sobre foto de Marcello Vitorino_