Menu Principal
Portal do Governo Brasileiro
Logotipo do IPEN - Retornar à página principal

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares

Ciência e Tecnologia a serviço da vida

Portal > Institucional > Notícias > Em Foco

IPEN ganha dois prêmios em congresso internacional realizado na Universidade de Parma, Itália

Trabalhos são desenvolvidos pelo grupo de Biofotônica, liderado por Denise Zezell, do Centro de Lasers e Aplicações

O IPEN recebeu dois prêmios – Best Oral Presentation e Best Poster Presentation – no congresso da Word Federation for Laser Dentistry – European Division 2019: "The Sound of Light”, realizado entre 20 e 22 de junho, em Parma, Itália. O primeiro, pelo trabalho de pós-doutorado de Claudia Bianchi Zamataro, e o segundo, do mestrado de Nathalia Zanini, no âmbito do Programa de Tecnologia Nuclear IPEN/USP, em conjunto com Thais Freitas, bolsista de Iniciação Científica (IC).

Zamataro venceu com o trabalho "Er,Cr:YSGG laser irradiation associated to fluoride for in situ model using gamma sterilized dentin and enamel” ("Laser Er,Cr:YSGG associado ao fluoreto para o modelo in situutilizando dentina e esmalte dental esterilizados por radiação gama”, em português. São coautores Rabelo Thais F, Zanini Nathalia AS, Juvino Amanda C, Kuchar Nielsen G, Castro Pedro AA, Ana Patricia, Zezell Denise, pesquisadora do Centro de Lasers e Aplicações (CLA) e supervisora do pós-doc de Zamataro, na área de Materiais.

A pesquisa versa sobre os usos de radiação nuclear na área odontológica, contemplando desde a sua utilização em pesquisa básica até seus usos clínicos em odontologia. Cirurgiã-dentista pela Unicamp, Zamataro conta que começou a pesquisa visando o uso da radiação ionizante em esterilização de tecidos biológicos duros (esmalte dental e dentina). No decorrer do estudo, por meio das análises de resultados inovadores, começou a estender o entendimento da radiação ionizante no uso clínico.

"Associando o uso dos lasers de alta intensidade na prevenção aos efeitos da radiação ionizante pudemos avaliar resultados referentes à radioterapia para tratamento do câncer de cabeça e pescoço e como minimizar danos aos dentes dos pacientes que se submetem a este tipo de tratamento”, explicou Zamataro. Ela não sabe precisar quantos trabalhos estavam concorrendo, mas conta que, na plenária final, quando foram entregues os prêmios, foi mencionado que todos os países europeus estavam representados.

"Assim como alguns países da Ásia, África e América Latina, sendo o Brasil seu maior representante em numero de participantes”, acrescentou. Zamataro fez questão de destacar que o prêmio é fruto de um trabalho coletivo. "Este prêmio significou o reconhecimento do esforço coletivo do grupo de Biofotônica do Centro de Lasers e Aplicações. Este grupo multidisciplinar orquestrado pela profa. Dra. Denise Maria Zezell conta com um time singular de alunos de iniciação cientifica, mestrado, doutorado e colaboradores de pós-doutorado”.

Zamataro avalia que a participação de alunos de graduação de outras instituições de ensino e pesquisa desde a iniciação científica, conforme explica: "Na iniciação cientifica, temos alunos da graduação da FOUSP [Faculdade de Odontologia da USP] e alunos que se destacaram em instituições privadas. Acredito ser de fundamental importância este convívio também entre as Instituições para a divulgação e incentivo da ciência e tecnologia ainda durante a graduação”.

Também este ano, segundo Zamataro, Denise Zezell concedeu, a pedido, um estagio de férias para uma aluna da graduação de Biomedicina da The University of Edinbourgh, que foi colaboradora para as apresentações no congresso em Parma. "As alunas de mestrado já se destacam e foram premiadas com o melhor pôster. Então, este reconhecimento representa que o grupo tem trabalhado em esforço conjunto, a despeito de seus projetos individuais, e o esforço coletivo parece que tem sido reconhecido! Também destaco a colaboração com a Universidade Federal do ABC e egressos do grupo de Biofotônica”.

Best Poster – Também orientada por Denise Zezell, Nathalia Zanini levou o prêmio com o pôster "Analysis of Ceramic Laminates Removal with Er, Cr: YSGG Laser by Optical Coherence Tomography” ("Análise da Remoção de Laminados Cerâmicos com Er, Cr: Laser YSGG por Tomografia de Coerência Óptica”, na tradução para o português). Também assinam o trabalho Zanini Nathalia A S, Zamataro Claudia B, Rabelo Thais F, Juvino Amanda C, Kuchar Nielsen G, Castro Pedro AA, Ana Patricia e Zezell, que declarou ser "uma honra” receber os prêmios.

História – O 7º Congresso da World Federation for Laser in Dentistry – União Europeia teve lugar no edifício principal da Universitá di Parma, Itália. É um palácio histórico no coração do centro da cidade. Erguido pelos jesuítas entre os séculos XVII e XVIII, hospeda a Universidade desde 1768. "Tivemos a oportunidade de participar de sessões científicas na majestosa Aula Magna, sala de Filosofia e sala dos Chevalliers”, concluiu Zamataro.

Eventos