Menu Principal
Portal do Governo Brasileiro
Logotipo do IPEN - Retornar à página principal

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares

Ciência e Tecnologia a serviço da vida

Portal > Institucional > Notícias > Em Foco

Pesquisador do IPEN faz palestra sobre reator nuclear no “Física para Todos”

“Nêutrons que Não Sabem Nadar: Radioatividade e Reatores” é o tema da palestra de Frederico Genezini, do CRPq

"No fundo de uma piscina límpida e de um azul que só se encontra no céu, pequenas partículas se lançam, mais rápidas que a luz, em direção a um futuro que salvará mais vidas, preservará o meio ambiente e terá uma indústria eficiente, limpa e sustentável”. Afinal, do que estamos falando? Quem vai responder é o físico Frederico Genezini, do Centro do Reator de Pesquisas do IPEN, no projeto "Física para Todos”, edição do dia 6 de julho, na Biblioteca Mário de Andrade, a partir das 10h30.

Organizado pelo Instituto de Física da USP (IF-USP), o "Física para Todos” é um evento de divulgação científica que acontece desde 2005, no primeiro sábado de cada mês, na Biblioteca Mário de Andrade, a partir das 10h30. Genezini vai proferir a palestra "Nêutrons que Não Sabem Nadar: Radioatividade e Reatores”, uma abordagem sobre reatores nucleares de pesquisa, suas características e aplicações. Não é necessário fazer inscrição, basta chegar e retirar senha com a equipe local.

Quando se fala em reator nuclear, é comum imaginar esse tipo de instalação voltado apenas para a geração de eletricidade. De uma forma simples, pode-se dizer que não é uma compreensão "errada”. De fato, há obtenção de energia por meio de uma reação nuclear controlada, mas essa energia não se converte apenas na eletricidade que chega a casa das pessoas. Um reator pode ser utilizado para outros fins, como propulsão de submarinos e satélites artificiais, produção de radioisótopos para a medicina nuclear e pesquisas científicas.

Genezini vai explicar brevemente os tipos de reatores, porém o foco de sua palestra é o reator nuclear de pesquisas, especificamente o Reator IEA-R1, do IPEN, pioneiro no Brasil, com 62 anos de operação. Nesse reator são realizadas pesquisas científicas de excelência nas áreas de Física Nuclear Experimental e da Matéria Condensada, bem como de Análise por Ativação Neutrônica, e são produzidos os radioisótopos para uso na medicina nuclear, além de outras aplicações.

"As técnicas que usamos no Reator IEA-R1 são bastante específicas e com capacidades únicas. Há vários trabalhos de ponta sendo desenvolvidos com essas técnicas, que vão desde desenvolvimento de novos nanomateriais e semicondutores, até estudos de arqueologia. Além desses estudos, também desenvolvemos e aprimoramos tecnologias que têm benefício direto para sociedade. Vale ressaltar que o nosso reator tem sido modernizado constantemente nos últimos anos e ainda tem muito a contribuir”, afirmou Genezini.

Segundo ele, uma das principais tarefas do reator do IPEN é justamente a divulgação das aplicações sociais da energia nuclear, ação que vai ao encontro da proposta do "Física Para Todos”, que é a disseminação do conhecimento científico para públicos diversos. "Recebemos cerca de 1000 pessoas anualmente e tentamos, sempre que possível, divulgar o reator na imprensa. Nosso reator é um dos poucos no mundo em que é possível se visitar o saguão da piscina com ele em operação”, ressaltou.

Um dos pontos altos para quem visita o IEA-R1 é ver, "de perto”, o efeito Cherenkov, justamente "a luz azul que só se encontra no céu”. "É um privilégio de nossos visitantes. Dá uma ótimas selfies”, brinca Genezini, acrescentando que a instalação é bastante segura. Respeitando as normas, esperamos continuar a fomentar essa atividade que consideramos uma obrigação do IPEN”. É sobre essas e outras questões curiosas a respeito de um reator que Genezini vai falar no "Física Para Todos”.

Fred, como é chamado entre colegas, tem se dedicado a divulgar ciência em diferentes projetos. Recentemente, participou como palestrante do Festival Pint Of Science, no Armazém 77 (Penha), onde falou sobre "Ativação neutrônica para a determinação de efeitos da poluição na saúde humana” e também explicou o que é reator nuclear, os tipos existentes, suas múltiplas funções e aplicações sociais. Doutor em Tecnologia Nuclear pela USP, tem experiência na área de Física Nuclear, com ênfase em medidas de dados nucleares, aplicações nucleares e instrumentação nuclear.

Mais sobre o evento

O "Física para Todos” é um ciclo de palestras voltado a um público amplo, desde o Ensino Médio até o Ensino Superior, nas várias áreas do conhecimento humano. A cada ano, diferentes temas são tratados, sempre em linguagem acessível, e explicados por alguns de mais conceituados professores e pesquisadores. Os conteúdos abordam aspectos físicos de questões contemporâneas que dizem respeito à vida dos cidadãos e sua visão de mundo.

Serviço

O quê: Palestra "Nêutrons que Não Sabem Nadar: Radioatividade e Reatores”, com o físico Frederico Genezini – CRPq/IPEN
Quando: Dia 6 de julho
Onde: Biblioteca Mario de Andrade
Horário: 10h30

Eventos