Menu Principal
Portal do Governo Brasileiro
Logotipo do IPEN - Retornar à página principal

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares

Ciência e Tecnologia a serviço da vida

Portal > Institucional > Notícias > Em Foco

Histórias e percepções de mulheres na ciência brasileira serão apresentadas em evento da OSA no IPEN

Promovido pela OSA & SPIE São Paulo Student Chapter, com aporte financeiro da The Optical Society, evento marca o Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência, na segunda-feira, 11 de fevereiro.

"Mulheres na Ciência: contexto histórico e evolução no século XXI" é o título da palestra de abertura do "Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência”, evento organizado pela OSA & SPIE São Paulo Student Chapter para comemorar o dia 11 de fevereiro, data que a Unesco elegeu para promover o acesso integral e igualitário da participação de mulheres e meninas na ciência. A programação tem início às 13h30, no Auditório Rômulo Ribeiro Pieroni, do IPEN, e a palestrante será a professora Elisabeth Mateus Yoshimura, do Instituto de Física da USP (IFUSP).

OSA, de The Optical Society, é uma sociedade científica dedicada ao avanço do estudo da luz, na sua teoria e aplicações, através de publicações acadêmicas, da promoção de conferências científicas e exibições, de parcerias com a indústria e de programas de educação. SPIE se refere à Sociedade Internacional de Óptica e Fotônica. Tanto a OSA quanto a SPIE incentivam centros de pesquisa à abrirem Student Chapters, que são grupos formados por estudantes de graduação, pós-graduação e pós-doutorandos vinculados às duas entidades, com o propósito criar oportunidades de interação.

Na cidade de São Paulo, formou-se Sudent Chapters de ambas organizações, gerenciadas conjuntamente, dando origem à OSA & SPIE Student Chapter, composta por estudantes de pós-graduação vinculados ao Centro de Lasers e Aplicações (CLA) do IPEN. O "Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência” existe desde 2015 – foi aprovado pela Assembleia das Nações Unidas em 22 de dezembro, mas é a primeira vez que a data é celebrada no Instituto, e também é o primeiro evento dessa natureza organizado com apoio financeiro da The Optical Society. A expectativa é de que seja um marco no IPEN.

"Acreditamos que o evento terá um grande impacto no Instituto, pela oportunidade de alavancar discussões tão importantes voltadas a este tema. Pensamos em organizá-lo com o objetivo de comemorar e prestigiar as mulheres que promovem a ciência no nosso Centro [CLA], no IPEN e no Brasil, e esperamos contar com a presença dos gerentes de outros Centros, membros da Superintendência e também de alunos, alcançando toda a comunidade”, afirma Armando Valter Felicio Zuffi, doutorando no CLA presidente da OSA & SPIE São Paulo Student Chapter.

A ideia, segundo ele, é fazer desse primeiro evento o ponto de partida para outros. "Talvez uma segunda versão desse evento, no próximo ano, ou algo com formato um pouco diferente. Mas ainda não é possível adiantar nada, pois dependemos do suporte da OSA. Todavia, estamos confiantes”, disse Zuffi, acrescentando que a The Optical Society tem como princípio apoiar projetos que visem temáticas de diversidade e inclusão (2019 OSA Foundation Diversity and Inclusion Grant).

"A notícia de que teríamos apoio financeiro para este primeiro evento nos pegou de surpresa”, conta Noé Machado, vice-presidente. No âmbito desse grant, a OSA sugere algumas datas e eventos, como o próprio "Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência” e o " Dia do Orgulho LGBT. "Manifestamos para a OSA a intenção de realizar um evento deste tipo e mandamos o projeto. Inicialmente, planejávamos realizá-lo na sala de seminários do CLA, sendo um evento pequeno, porém, a ideia cresceu, indicando o envolvimento dos alunos e o interesse do IPEN”.

Desafios e progressos

O Brasil é um dos países que lideram o número de publicações científicas assinadas por mulheres. Em termos percentuais, a representação feminina nesse índice corresponde a 49% dos artigos publicados, segundo um relatório de 2017 da Eisevier, maior editora de literatura médica e científica do mundo, integrante do grupo holandês Reed Elsevier. Apesar disso, os artigos assinados por mulheres ainda são citados com menos frequência, se comparados aos assinados por homens, ainda que igualmente proeminentes na mesma área do conhecimento.

"Além do mais, as mulheres são minoria entre os pesquisadores mais titulados ou em cargos de direção de centros e institutos de pesquisa nacionais. Portanto, é crucial haver discussões e iniciativas em torno deste tema, visando desmitificar preconceitos e incentivar a diversidade no meio acadêmico. E essa data é emblemática para lembrar que as mulheres e as meninas desempenham um papel fundamental na C&T e que a sua participação deve ser fortalecida", salienta Camila Ramos Silva, tesoureira do Chapter e também doutoranda do CLA/IPEN.

Sobre mulheres ocupando cargos de direção, um dos exemplos mais expoentes no Brasil é o da engenheira Liedi Bernucci, primeira mulher a dirigir a Escola Politécnica da USP, após 124 anos de supremacia masculina na gestão. Ela encerrará o ciclo de apresentações individuais do evento com a palestra "Desafios para a inclusao das mulheres na Ciencia e Tecnologia". Bernucci assumiu no ano passado uma unidade com 452 docentes e mais de oito mil estudantes. Ela é um exemplo de sucesso num universo dominado pelos homens.

Talks e mesa-redonda

O formato escolhido para o evento, além das palestras de abertura e de encerramento, é composto de uma série de talks, sobre diversos assuntos envolvendo mulheres na ciência. Fechando a programação, haverá uma mesa-redonda sobre "Mulheres na Ciência: Percepções”, com a presença de Bernucci e de outras convidadas, incluindo a jornalista Ísis Nóbile Diniz, criadora do blog XisXis, voltado justamente para mulheres na ciência.

Os interessados em participar do evento podem se inscrever preenchendo o formulário nesse link.

O programa

13h30-13h50    Cerimônia de abertura
13h50-14h30    Palestra" Mulheres na Ciência: contexto histórico e evolução no século
                         XXI ", Dra. Elisabeth Mateus Yoshimura, IFUSP
14h30-15h45    Talk 1 - "Ciência e família"
                         Dra. Martha Simões Ribeiro, CLA/IPEN
                         Talk 2 – "Como o IPEN influenciou minha carreira profissional” 
                         Dra. Silvia Nuñes - egressa do IPEN
                         Talk 3 – "Como o IPEN influenciou minha carreira profissional”
                         Dra. Patrícia Aparecida da Ana, egressa do IPEN
                         Talk 4 – "ASTROMINAS: Apropriação do Universo Científico por 
                         Alunas do Ensino Básico" 
                         Dra. Elysandra Cypriano, profesora do IAG
                         Talk 5 – O canal "Matemaniaca" um dos maiores canais de divulgação
                         científica do Brasil, youtuber Julia Jaccoud
15h45-16h10    Palestra "Desafios para a inclusão das mulheres na Ciencia e
                         Tecnologia ", Dra. Liedi Bernucci, diretora da Poli-USP
16h10-17h10    Mesa redonda sobre o tema "Mulheres na ciência: Percepções"
                         Liedi Bernucci, Nélida Del Mastro, Isis Nóbile Diniz e Emico Okuno 
 17h10-17h30   Cerimônia de encerramento
 17h30h-18h30 Coquetel de encerramento


Eventos