Menu Principal
Portal do Governo Brasileiro
Logotipo do IPEN - Retornar à página principal

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares

Ciência e Tecnologia a serviço da vida

Portal > Institucional > Notícias > Em Foco

IPEN promove curso de processamento de imagens PET, essencial na pesquisa de novos radiofármacos

Poucos centros no Brasil possuem laboratório com equipamento micro-PET/SPECT/CT, o Centro de Radioafarmácia do IPEN é um deles. Curso é patrocinado pela AIEA

Com o patrocínio da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), o IPEN promove durante esta semana, período integral, o curso "Image Processing and Data Analysis in Small Animal PET Studies” (Processamento de Imagem e Análise de Dados em Estudos PET de Pequenos Animais, em tradução livre). São 20 participantes de sete instituições de ensino e pesquisa brasileiras, incluindo o próprio IPEN, representado por seu Centro de Radiofarmácia (CR).

Atividade da AIEA no âmbito do projeto IAEA BRA6027 "Improving Protocols in Nuclear Medicine Services and in the Development of New Radiopharmaceuticals” (Melhorando Protocolos em Serviços de Medicina Nuclear e no Desenvolvimento de Novos Produtos Radiofarmacêuticos), o curso é coordenado pela pesquisadora Lorena Pozzo, atualmente realizando pós-doutoramento na Itália, com o apoio local dos pesquisadores Regina Célia Carneiro e Emerson Bernardes, todos do CR/IPEN.

Os procedimentos de Positron Emission Tomography (PET) e de Single photon emission computed tomography (SPECT) visam a obtenção de informações funcionais no âmbito clínico ou pré-clínico, sobre determinada patologia ou processo biológico do organismo vivo. Estas informações são obtidas a partir do mapeamento dos radiofármacos previamente administrados por via endovenosa ou por outra adequada. As imagens são geradas pela detecção da radiação emitida pelo radiofármaco de dentro do organismo em estudo. 

"A estas imagens, ditas funcionais, pode-se associar imagens obtidas a partir da transmissão de raios-X de uma fonte externa ao organismo usando a Computed Tomography (CT). Com as informações funcional, obtida via PET ou SPECT dependendo do radiofarmaco usado, e anatômica, é possível localizar apropriadamente um evento funcional e aplicar correções inerentes ao processo de detecção da radiação", explica Pozzo.

O objetivo do curso, segundo a coordenadora, é promover o treinamento dos participantes no processamento e análise de imagem molecular obtida em laboratórios de imagem pré-clínica com equipamentos que associam as modalidades citadas anteriormente: PET/SPECT/CT para animais.

Atualmente, poucos centros no Brasil possuem esse tipo de laboratório – o IPEN-Centro de Radiofarmácia é um deles. "Trata-se de um laboratório essencial para a pesquisa e desenvolvimento de novos radiofármacos”, acrescentou Bernardes, que, junto a Carneiro e Pozzo, pesquisa novos radiofármacos no CR/IPEN.

O curso está sendo ministrado por David Vállez García, pesquisador do Departamento de Medicina Nuclear e Imagem Molecular do Centro Médico da Universidade de Groningen, na Holanda. García obteve seu doutoramento na mesma instituição, com a conclusão da tese "PET Imaging of Leve Brain Traumatic Brain and Whiplash Associated Disorder" (Imagem PET de Lesão Cerebral Traumática Leve e Transtorno Associado Whiplash). Sua pesquisa contribuiu para o melhor entendimento do "mistério" dos sintomas de whiplash crônico.

Além do CR/IPEN, participam do curso pesquisadores do Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear (CDTN/CNEN-MG), da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), da Universidade de São Paulo (USP), do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina (HC-FMUSP),do Instituto de Radiologia (InRad) também da FMUSP e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Sobre os coordenadores
Lorena Pozzo é doutora em Ciências (Física aplicada à Medicina Nuclear) pela USP, coordenadora do Núcleo de Avaliação de Tecnologias em Saúde (NATS) do IPEN.
Regina Célia Carneiro é doutora em Farmacologia pela USP, com pós-doutoramento na própria USP, na Universidade de Maryland, em Baltimore, e na Universidade do Texas, em San Antonio. Participa do desenvolvimento de novos radiofármacos no CR/IPEN.
Emerson Bernardes é doutor em Imunologia Básica e Aplicada pela Faculdade de Medicina da UPS-Ribeirão Preto, com período de Doutorado Sanduíche pela Universidade da Califórnia, Davis, USA. Realizou pós-doutoramento também na Faculdade de Medicina da USP-Ribeirão Preto.

Serviço
O quê: Curso "Image Processing and Data Analysis in Small Animal PET Studies”
Onde: Centro de Radiofarmácia do IPEN
Período: de 10 a 14 de setembro, tempo integral

----
Ana Paula Freire, jornalista MTb 172/AM
da Assessoria de Comunicação Institucional - IPEN/CNEN-SP

 

Eventos