Menu Principal
Portal do Governo Brasileiro
Logotipo do IPEN - Retornar à página principal

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares

Ciência e Tecnologia a serviço da vida

Portal > Institucional > Notícias > Em Foco

Divulgação dos benefícios do Projeto RMB é 'estratégica' para sucesso do empreendimento

Material gráfico inédito voltado à população local acaba de ser lançado. Objetivo é mostrar vantagens socioeconômicas para toda a região.

Os benefícios que o Reator Multipropósito Brasileiro (RMB) vai gerar à população de Iperó, na Região Metropolitana de Sorocaba, onde será construído, são o foco principal do material gráfico de divulgação que acaba de ser lançado pela equipe de Comunicação do empreendimento. O objetivo é conscientizar os moradores da magnitude do projeto para a saúde no Brasil e também quanto à viabilidade econômica, segurança e responsabilidade socioambiental, partindo do princípio de que o conhecimento é a melhor forma de erradicação do preconceito que ainda envolve a área nuclear por parte da opinião pública.

O material é composto de um flyer (folheto) e dois folders, com enfoques diferentes: o primeiro aborda "O RMB e os avanços para a saúde pública no Brasil”, enfatizando a capacidade do novo reator de produzir os radioisótopos de que o País precisa e que hoje são importados. Com o RMB em atividade, o Brasil ganha autossuficiência, e os riscos de desabastecimento serão reduzidos, assim como os custos de produção de radiofármacos. "Significa melhores condições para investimento na área médica, com ampliação do atendimento, em medicina nuclear, para um maior contingente populacional”, diz o folheto.

Um dos folderes enfatiza "O RMB e a sustentabilidade”, mostrando que o empreendimento é "economicamente viável”, "ambientalmente correto”, "socialmente justo” e "culturalmente aceito”. Para fortalecer este último tópico, a divulgação transparente de todas as etapas e questões que envolvem o projeto é estratégica. "A comunicação junto aos moradores é fundamental não somente para mostrar os benefícios dos resultados técnico-científicos, mas, também, no que diz respeito à geração de empregos e de melhoria da atividade econômica da região”, afirma Afonso Rodrigues de Aquino, colaborador na área de Comunicação.

Uma visão mais detalhada do RMB, ratificando os avanços para a saúde no Brasil, contendo também explicações sobre radioisótopos e radiofármacos para o público leigo, e reiterando quanto aos benefícios para Iperó, Sorocaba e para um País, como um todo, é apresentada em outro folder produzido. Nesse, que é o mais detalhado, há também a imagem da "planta” com indicação de cada unidade do RMB, dentre elas, o Núcleo de Produção de Pesquisa, Unidade de Produção de Radioisótopos, prédio do combustível, prédio do reator, laboratórios (Materiais Irradiados e Radioquímica) e área para tratamento e estocagem de rejeitos.

"Cada material de divulgação está sendo cuidadosamente elaborado de maneira a aproximar a sociedade do RMB. Também fazem parte da estratégia de comunicação um Centro de Visitação, a implantação de um programa de visitas às escolas e faculdades da região de Iperó-Sorocaba, palestras, oficinas, além da criação de monitorias, que serão exercidas por estudantes/bolsistas da área para realização das atividades de aceitação do empreendimento e da energia nuclear”, adianta Aquino, acrescentando que um empreendimento dessa magnitude não pode prescindir da parceria com a população local, a maior beneficiada.

Segundo o coordenador técnico do projeto, o engenheiro José Augusto Perrotta, "o Empreendimento RMB dotará o país de um reator nuclear de pesquisa e toda uma infraestrutura de laboratórios e instalações para dar suporte aos objetivos estratégicos nacionais, com ênfase na área de saúde e na formação de recursos humanos”.

Sobre o RMB – O Reator Multipropósito Brasileiro é um empreendimento do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), gerido pela Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), em parceria com a AMAZUL Tecnologias de defesa S.A., e que também conta com a participação do Governo do Estado de São Paulo e, portanto, financiado com verbas públicas. Por questões estratégicas, a gerência técnica do RMB fica no Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN), a maior unidade de pesquisa da CNEN, localizado na Cidade Universitária, a 130km de Iperó.

-----

Ana Paula Freire, jornalista MTb 172/AM
Assessoria de Comunicação Institucional

 

Eventos